Pepe Vargas, uma trajetória de ética na política

Pepe Vargas nasceu em Nova Petrópolis em 29 de outubro de 1958.
É casado com Ana Maria Corso e pai de Isadora e Gabriela.

Aos seis anos de idade mudou-se com seus pais para Caxias do Sul. Cidade que o acolheu e onde, aos 16 anos, começou a dar seus primeiros passos na política.

Em 1979 ingressou no curso de Medicina na Universidade de Caxias do Sul. Durante a faculdade, integrou a campanha de reconstrução da União Nacional de Estudantes (UNE) e da União Estadual de Estudantes (UEE), além de presidir a Associação da Turma de Medicina. Ao longo do curso, presidiu o Diretório Acadêmico do Centro de Ciências Biológicas da Saúde e integrou a diretoria da UEE. Em 1983, Pepe Vargas entrou para a Executiva do PT e, em 85, assumiu a Secretaria Geral do partido no município.

Em 85, formou-se médico e foi trabalhar em Jaquirana, onde assumiu a função de diretor do hospital local. Em 1987 assumiu a presidência municipal do PT, Em Caxias, função que desempenhou até 1991. Na área legislativa, foi vereador de 1989 a 1992 e deputado estadual de 1995 a 1996, quando foi eleito Prefeito de Caxias do Sul e reeleito em 2000.

Foi a primeira vez na história política de Caxias do Sul que um prefeito governava por dois mandatos consecutivos. Sua gestão recebeu 92% de aprovação (segundo o Ibope) e colocou a cidade de Caxias do Sul em primeiro lugar no Índice de Desenvolvimento Socioeconômico. Foi condecorado com diversos prêmios, entre eles a de “Melhores Práticas em Gestão Local”, da Caixa Econômica Federal, e a de “Prefeito Amigo da Criança”, da Fundação Abrinq.

Em 2005, após deixar a prefeitura, Pepe Vargas voltou-se à medicina, atuando no Sindicato dos Metalúrgicos (no qual já havia exercido a profissão entre os anos de 1988 a 1994) e em seu consultório, como médico homeopata. Período em que assumiu novamente a presidência do Diretório Municipal do PT, como candidato de consenso.

Eleito deputado federal em 2007 com mais de 124 mil votos, sagrou-se o deputado mais votado do Partido dos Trabalhadores (PT) no Estado. Foi reeleito para o mandato de 2011-2014.

Assumiu o Ministério do Desenvolvimento Agrário, a convite da presidente Dilma Rousseff, em 14 de março de 2012. Ficou até março de 2014, quando concorreu à reeleição e assumiu o terceiro mandato no Congresso. Em 2015 teve uma breve passagem pela Secretaria de Relações Institucionais, antes de liderar a Secretaria de Direitos Humanos no mesmo ano. Após a consolidação do golpe à presidenta Dilma, voltou a recompor a resistência e oposição no Congresso Nacional.

Cargos Exercidos:

  • Em 1988 foi eleito Vereador de Caxias do Sul (RS).
  • Foi eleito Deputado Estadual pelo Rio Grande do Sul em 1994.
  • Em 1996 foi eleito Prefeito de Caxias do Sul (RS) e reeleito em 2000.
  • Foi eleito Deputado Federal pelo Rio Grande do Sul em 2006 e reeleito em 2010.
  • Ministro do Desenvolvimento Agrário de 2012 a 2014.
  • Ministro-Chefe da Secretaria de Direitos Humanos em 2015.
  • Atualmente é Deputado Federal pelo Rio Grande do Sul.