Pesquisar
Close this search box.

Comunidades se mobilizam pela criação da Universidade Federal do Nordeste

Pepe Vargas

Pepe Vargas

A criação da Universidade Federal do Nordeste Gaúcho foi tema das audiências que aconteceram nas Câmaras de Vereadores Farroupilhas e Gramado, nesta quinta (09) e sexta-feira (10). Até o momento, 12 Câmaras da Serra já aprovaram moções de apoio à criação da universidade federal. “Seguimos nessa mobilização para que essa região, com 48 municípios e mais de 1,2 milhão de habitantes, conquiste a Universidade Federal. Precisamos mobilizar e levar essa bandeira à Brasília”, afirmou o deputado Pepe Vargas/PT. 

O encontro realizado em Farroupilha, organizado pelo vereador Juliano Baumgarten/PSB,   resultou na formação de Comitê, composto por integrantes da  ociedade civil organizada, com o propósito de dar sequência à  luta pela instalação da Universidade Federal da Região Nordeste.  Na reunião em Gramado ficou definida, também, a criação de um Comitê para organizar, fazer audiências públicas regionais e abaixo-assinados nas escolas, associações de bairros, sindicatos, junto à juventude, igrejas. A ideia é reforçar a luta pela Universidade do Nordeste Gaúcho e por um Instituto Federal em Gramado.

 As audiências contaram também com a presença da deputada federal Denise Pessôa/PT e de lideranças regionais. “Essa será uma conquista de toda uma região. Para isso, precisamos cada vez mais construir pontes e mobilizar as pessoas”, destacou Denise.

A instalação de uma Universidade Federal da Região Nordeste, é uma antiga reivindicação da comunidade da Região Nordeste. Segundo o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) somente nos onze municípios mais populosos da Serra, vivem 1.257.907 habitantes. Ao todo, 67.698 jovens estão em idade de ingresso na Universidade (de 15 a 19 anos). O Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (IDEB) dos anos finais do ensino fundamental é de 5,5%. Esses fatos, aliado ao potencial econômico da Região, onde o PIB de R$51,9 bilhões (2020), 11% do PIB estadual, aponta a necessidade da criação da Universidade.

Compartilhe:

Facebook
Twitter
WhatsApp

Notícias Relacionadas