Pesquisar
Close this search box.

Pepe recebe comitiva do Vale do Taquari contrária ao modelo de pedágios do governo

Pepe Vargas

Pepe Vargas

Comitiva formada por representantes do Conselho de Desenvolvimento do Vale do Taquari (CODEVAT), entidade que reúne lideranças políticas e empresariais de 24 cidades, em audiência realizada nesta terça-feira (16) na presidência da Assembleia Legislativa, entregou ao Presidente da Assembleia, Valdeci Oliveira e ao deputado Pepe Vargas um documento com posicionamento contrário ao programa de concessão de pedágios das rodovias da região nos moldes apresentados pelo governo estadual para o bloco 2.

Segundo os integrantes do Conselho, o executivo gaúcho nunca levou em conta as sugestões de entidades e comunidades, mas somente a opinião de poucos prefeitos, o que levou 18 localidades terem encaminhado pedido de desfiliação da Associação Regional (AMVAT).

Assinam o ofício o Conselho de desenvolvimento do Vale do Taquari (CODEVAT), a Associação dos Vereadores do Vale do Taquari (AVAT) e a Câmara da Indústria, Comércio e Serviços (CIC Vale do Taquari).

Nele o resultado de um plebiscito realizado no começo do mês de agosto deste ano, aponta que 98,1% das pessoas que participaram da consulta pública, são contra o modelo proposto no programa de concessão de estradas do governo e que este retire o edital e o rediscuta com as comunidades afetadas. As entidades alegam que o modelo que está para ser implantado pelos próximos 30 anos não atende as necessidades de melhorias das rodovias locais e compromete o desenvolvimento regional do Vale. As entidades sustentam ainda que a tarifa a ser cobrada é absurda, o que irá onerar o transporte e os produtos da região, diminuindo a competitividade das empresas. A exigência de um fundo garantidor é outro ponto destacado como responsável por onerar ainda mais os valores a serem pagos por quem transitar pelas rodovias, incluindo a forma de cobrança, considerada arcaica e injusta, pois não contempla o chamado “pedágio free flow”, que tem como principal objetivo cobrar de forma igualitária todos que utilizam o sistema, de acordo com a quantidade de quilômetros que foram rodados (ao invés de praças, antenas são instaladas em pórticos e viadutos ao longo da rodovia).

Ao final do encontro, Luciano Moresco, presidente da CODEVAT, e Leandro da Rosa, vereador e presidente da AVAT, solicitaram o apoio da presidência do legislativo gaúcho e do deputado Pepe na sensibilização do executivo estadual. A licitação para a concessão está prevista para ser realizada na primeira semana do mês de setembro.

Compartilhe:

Facebook
Twitter
WhatsApp

Notícias Relacionadas