Pesquisar
Close this search box.

RIO GRANDE DO SUL VALORIZADO

Pepe Vargas

Pepe Vargas

Investimentos e projetos do Governo Federal no Rio Grande do Sul superam R$ 80 bilhões em 2023

Recursos estão conectados ao Novo PAC, Bolsa Família, Mais Médicos, Brasil Sorridente, merenda escolar, Bolsa Atleta e Lei Paulo Gustavo.

Infraestrutura, habitação, saúde, educação, cultura, esporte, assistência social e agropecuária. Os investimentos e projeções de aportes no Rio Grande do Sul já definidos pelo Governo Federal superam os R$ 80 bilhões.

São recursos projetados para obras do novo Programa de Aceleração do Crescimento (Novo PAC), aplicados no Bolsa Família, na qualidade da merenda escolar, no reforço ao Mais Médicos, na retomada e ampliação do Brasil Sorridente, em repasses para a atenção primária à saúde e hospitais filantrópicos, além de transferências voltadas para a cultura e ao patrocínio de atletas nascidos no estado.

Confira um resumo dos investimentos no Rio Grande do Sul:

INFRAESTRUTURA
Serão investidos R$ 75,6 bilhões em obras e serviços no estado, com destaque para:
▣ Duplicação da BR-116 de Porto Alegre a Pelotas

▣ Construção de acessos à nova Ponte do Guaíba

▣ Adequação do trecho Porto Alegre-Novo Hamburgo da BR-116

▣ Duplicação da BR-290 no trecho de Eldorado do Sul a Pântano Grande

▣ Barragem Arroio Jaguari

▣ Barragem Arroio Taquarembó

▣ Moradias do Programa Minha Casa Minha Vida

SAÚDE
Mais Médicos: Entre janeiro e julho de 2023, foram alocados mais 261 médicos no estado, chegando a 1 mil em atividade. Até o final de 2023, haverá um adicional de 721 médicos, chegando a 1.721 profissionais que podem atender até 6 milhões de pessoas.
Unidades Básicas de Saúde: no primeiro semestre, 17 UBS entraram em funcionamento. No total, são 2,4 mil no estado.
Atenção Primária à Saúde: no primeiro semestre, 159 equipes começaram a
atuar, chegando a 2,4 mil equipes de saúde da família e 558 de atenção básica no estado.
Brasil Sorridente: no primeiro semestre, 143 novas equipes começaram a atuar, chegando a 1.104 equipes no Paraná.
Hospitais Filantrópicos: no primeiro semestre, o Governo Federal liberou R$ 191,5 milhões para o estado, em apoio a 343 entidades filantrópicas de saúde, em 229 municípios.

Confira um resumo dos investimentos no Rio Grande do Sul:

INFRAESTRUTURA
Serão investidos R$ 75,6 bilhões em obras e serviços no estado, com destaque para:
▣ Duplicação da BR-116 de Porto Alegre a Pelotas

▣ Construção de acessos à nova Ponte do Guaíba

▣ Adequação do trecho Porto Alegre-Novo Hamburgo da BR-116

▣ Duplicação da BR-290 no trecho de Eldorado do Sul a Pântano Grande

▣ Barragem Arroio Jaguari

▣ Barragem Arroio Taquarembó

▣ Moradias do Programa Minha Casa Minha Vida

SAÚDE
Mais Médicos: Entre janeiro e julho de 2023, foram alocados mais 261 médicos no estado, chegando a 1 mil em atividade. Até o final de 2023, haverá um adicional de 721 médicos, chegando a 1.721 profissionais que podem atender até 6 milhões de pessoas.
Unidades Básicas de Saúde: no primeiro semestre, 17 UBS entraram em funcionamento. No total, são 2,4 mil no estado.
Atenção Primária à Saúde: no primeiro semestre, 159 equipes começaram a
atuar, chegando a 2,4 mil equipes de saúde da família e 558 de atenção básica no estado.
Brasil Sorridente: no primeiro semestre, 143 novas equipes começaram a atuar, chegando a 1.104 equipes no Paraná.
Hospitais Filantrópicos: no primeiro semestre, o Governo Federal liberou R$ 191,5 milhões para o estado, em apoio a 343 entidades filantrópicas de saúde, em 229 municípios.

AUXÍLIO GÁS

  • No Rio Grande do Sul, 162.569 famílias receberam o benefício no mês de agosto, fruto de um repasse federal de R$ 17,55 milhões.

PLANO SAFRA

  • Desde janeiro de 2023, 69,1 mil operações de crédito foram realizadas, num valor total de R$ 3,9 bilhões.

EMPREGO

  • No primeiro semestre, havia 2,7 milhões de empregos formais registrados no estado, um acréscimo de 53,3 mil postos de trabalho em relação ao mesmo período de 2022.

Compartilhe:

Facebook
Twitter
WhatsApp

Notícias Relacionadas