Pesquisar
Close this search box.

“Vamos trabalhar em conjunto e ajudar comunidades e famílias a reconstruírem suas vidas” diz Pepe em visita às áreas atingidas

Pepe Vargas

Pepe Vargas

Uma das maiores enchentes do estado, que afetou mais de 50 cidades gaúchas, causando morte e destruição, mobilizou o Governo Federal, que trouxe auxílio nesta quarta-feira (06) por meio de uma comitiva formada pelos ministros Waldez Goes, do Desenvolvimento Regional, e Paulo Pimenta, da SECOM.
O deputado estadual Pepe Vargas, recebeu a comitiva e conversou com os ministros sobre as formas de auxiliar as comunidades.
Pepe entregou um documento onde ele e a deputada federal Denise Pessôa, apontam os principais impactos na região da serra. No ofício, os deputados solicitam apoio para resgate, reconstrução e ajuda humanitária de municípios atingidos por enchentes causadas por ciclone extratropical no Rio Grande Do Sul.
Segundo Pepe, “estamos atendendo a diversas solicitações de moradores, especialmente da Região da Serra Gaúcha, norte do estado e Vale do Taquari”
Logo em seguida Pepe esteve na cidade de Santa Tereza, que foi fortemente atingida. Lá ouviu o relato dos moradores, e caminhou pelo que sobrou da tragédia: “encontrei um cenário desolador de destruição, perdas totais, 35 casas deixaram de existir, outras tantas com danos estruturais irreversíveis. Sai de Santa Tereza convencido de que é preciso que o Governo do Estado e Governo Federal, junto com as prefeituras, pensem de forma concreta em como auxiliar as pessoas, os pequenos negócios, as famílias que perderam tudo, seja com recursos a fundo perdido para famílias de baixa renda, seja com linha de crédito de longo prazo para quem tem mais renda.
Pepe destacou que será preciso um grande esforço para a reconstrução de quem teve perdas extremamente consideráveis. “Vamos trabalhar na Assembleia e junto ao governo federal para auxiliar as comunidades e as famílias a reconstruírem suas vidas. ”
Em algumas regiões o desespero é maior em função das pessoas que seguem desaparecidas e do número de mortes que segue aumentando.
Ao menos 50 cidades foram atingidas no estado, centenas de casas e empresas foram destruídas, um prejuízo financeiro ainda incalculável pelas autoridades.

Compartilhe:

Facebook
Twitter
WhatsApp

Notícias Relacionadas